Um Dia de Cão (1975)

dog-day-afternoon

O dia sobre o ponto de vista de uma dupla de ladrões de banco que acabam entrando na maior “roubada” de suas vidas. Em uma tarde normal no Brooklyn, um trio de homens entram calmamente em um pequeno banco local, um após o outro. Conforme vai chegando ao horário de fechamento e eles são os únicos clientes no momento, todos sacam suas armas e gritam: “isso é um assalto.” As coisas complicam logo quando um do grupo desiste da ação e foge. Tudo havia sido planejado para ocorrer sem problemas, mas o plano se esvai a partir do momento em que eles descobrem que o cofre estava quase vazio, juntando apenas algumas ninharias em dólar. Assim que ficam cercados pela polícia, criam planos para tentarem escapar de lá junto com os reféns, em vista de não voltarem para a prisão. O tempo vai passando e o espetáculo toma proporções enormes, todos começam a idolatrar Sonny Wortzik, junto de seu parceiro Sal. Até mesmo quando descobrem que um deles possui um amante e ganha símbolo do orgulho homossexual. Eles decidem fugir do país através de uma limousine que os levaria ao aeroporto e lá pegariam um avião grande o bastante para embarcarem junto de seus reféns. Ao cair da noite, a polícia realiza seus pedidos, os recebendo com um carro para levá-los para fora do banco. No caminho, Sal se mantém nervoso por ter medo da idéia de viajar e acaba levando um tiro na cabeça quando chega no local. O FBI trama um plano de última hora em que conseguem prender Sonny em frente a sua rota de escapatória. E isso coloca um fim em toda a confusão que durou uma tarde de cão.

d1

A história segue num fluxo alucinante e totalmente envolvente, em que somos atraídos pela relação dos assaltantes com a situação. Eles acabam transformando toda a tensão em comédia, sem saber o que irá acontecer no futuro. Ao se verem na TV transformam de forma que acabam virando “animadores de palco”, tentando satisfazer a platéia do lado de fora do banco. Al Pacino trabalha bem a forma psicológica de seu personagem. Ele encara o papel na visão de um verdadeiro ladrão de banco sem nenhuma noção do que está fazendo. Seus ataques de fúria é o que realmente conquistam a todos; ele se mantém como um exímio planejador de roubos, mas na verdade está passando por grandes apuros. O roteiro não possui nada de especial, a não um caso de conflito entre o homem honesto e o homem corrupto, mostrando como esses diferentes lados se enfrentam e como essa face é vista pela sociedade. A prova do mais forte vencer o mais fraco se torna um jogo em que cada lado deve provar seu valor no campo. As cenas externas são fantásticas, o cenografistas conseguiram juntar multidões e pararem ruas apenas para rodarem esse longa, com grande sucesso graças ao resultado surpreendente que deixou sua marca em Hollywood.

d2

Diretor: Sidney Lumet

Produtor: Martin Bregman e Martin Elfand

Roteirista: Frank Pierson

Atores: Al Pacino, John Cazale, Charles Durning, James Broderick, Chris Sarandon e Lance Henriksen

AVALIAÇÃO FINAL:

8

TRAILER:

A Caça (2012)

jagten_xlg

Um espetáculo que mostra a verdadeira fragilidade do caráter das pessoas e o agonizante julgamento do homem. As coisas pareciam seguir bem alegres para Lucas, um professor de jardim de infância, amado por todos os seus alunos. Mas sua vida pessoal passava por maus bocados, enfrentando um divórcio e a guarda do filho com sua ex-mulher. Quando recebe a boa notícia que o garoto decide viver com ele, sua ânimo muda e começa a ver tudo de forma mais positiva. Ao mesmo tempo que ganha de um lado, perde de outro, ao passo que é falsamente acusado de abuso sexual por uma de suas alunas, que tinha uma queda por ele. Logo, todos os seus colegas de emprego o encaram como um bandido e decidem expulsá-lo da escola. Sem entender o que está ocorrendo, mesmo estando a parte da situação, Lucas se vê diante do isolamento por parte de todos aqueles que antes eram próximos. Até mesmo seu filho sofre as consequências quando decide visitá-lo, sendo um dos únicos a ver o pai como vítima e não o culpado. Após inúmeras situações humilhantes em sua vida, o professor procura o seu melhor amigo, pai da suposta garota abusada, e lhe mostra a sua face com todo o sofrimento pelo qual vem passando. Ela acaba confessando ao pai que tudo tinha sido invenção e que na verdade o homem nunca tinha feito nada com ela. Assim que todo o conflito diminui de proporção, todos os amigos voltam a se reunir para comemorar a licença de caça do filho de Lucas, que ao se aventurar pela primeira vez ao lado do filho é recebido com uma violenta surpresa.

c1

Thomas Vinterberg possui grande fama por ser um dos pioneiros na divulgação do estilo Dogma 95, junto de cineasta como Lars Von Trier. Ele trabalha com uma forma de cinema sem efeitos especiais ou cenas de ação, mas sim o conflito interno de cada personagem que acaba se transpondo para a platéia. Esse efeito causa uma explosão de emoções que por conseguinte levam a um sentimento de estar presente junto a trama. Somos levados por um roteiro totalmente manipulador e auto destrutivo, em que leva o seu personagem principal ao ápice da desgraça e sofrimento. Aos poucos ele vai tirando tudo que há de bom em sua vida e começa a voltar-se o mundo contra si, parecido com os contos de Nelson Rodrigues. Graças a um ator exímio, com um padrão de atuação totalmente marcante, podemos sentir a dor da pessoa. Mads Mikkelsen não é apenas uma simples vítima do destino nessa obra, mas uma prova viva de podemos destruir até mesmo os que mais amamos por causa de um falso pré-julgamento. Esse filme não merece nada menos que uma medalha de ouro, sendo uma das obras mais marcantes dos últimos anos.

c2

Diretor: Thomas Vinterberg

Produtor: Morten Kaufmann, Sisse Graum Jørgensen e Thomas Vinterberg

Roteirista: Tobias Lindholm e Thomas Vinterberg

Atores: Mads Mikkelsen, Thomas Bo Larsen, Alexandra Rapaport, Annika Wedderkopp e Lars Ranthe

AVALIAÇÃO FINAL:

10

TRAILER:

Juventude Transviada (1955)

RebelWithoutACause

A era da rebeldia nasce sob o comando do personagem Jim Stark, um jovem que procurava estabelecer suas próprias regras fora da guarda dos pais. O rapaz se muda para uma nova sociedade junto a sua família, graças às confusões que se metia e que eram acobertadas por ela. Já começa com fama de arruaceiro ao ser preso por vagabundear bêbado pelas ruas. Após uma profunda conversa com o representante do juizado de menores, ele explica que a origem de toda sua raiva era pelo comportamento dos pais, sendo que ambos trocavam seu papéis na visão do jovem. Um tempo depois, embarca em um novo colégio e já ganha novas inimizades, que o perseguem até uma visita ao planetário, onde finalmente decidem resolver o confronto em uma corrida de carro. Jim aceita o desafio e acaba vencendo, porém seu competidor não consegue escapar do carro a tempo e cai do penhasco. Após sua morte, todos os seus companheiros perseguem o rapaz com medo que ele os delate para a polícia. Infeliz com o seu comportamento junto da reação de seus pais, ele procura a namorada de seu ex-concorrente, traçando uma nova amizade. Ambos vão atrás de aventura no planetário, invadindo o local à noite. Quem os acaba seguindo é o amigo com comportamento psicopata, Plato, que leva toda a culpa pela confusão e termina sendo morto pela polícia.

r2

O filme é um marco da época que mudou completamente o comportamento dos jovens, levando a uma nova geração mais rebelde. James Dean se tornou o ator símbolo de todo esse movimento, traçando sua ideologia e formando uma nova legião de fãs. O que assusta é a forma psicológica dos personagens da época de agirem. Eles tinham uma visão totalmente revolucionária comparada aos dias atuais, pois tinham o intuito de se desprenderem de seus pais, para ganharem maior independência. Nada é por acaso na obra, cada um merece destaque graças aos seus problemas com os parentes, que os levam a se tornarem transviados. Esse fato é bem trabalho pelo roteiro, destacando os conflitos de cada jovem, deixando claro que nem todos são felizes. O resultado de tudo isso é uma ficção com particularidades semelhantes a vida real, o que marcou mais ainda aos espectadores; isso destaca esse trabalho e o tira da lista de blockbusters para a de clássicos do cinema.

r1

Diretor: Nicholas Ray

Produtor: David Weisbart

Roteirista: Stewart Stern e Irving Shulman

Atores: James Dean, Natalie Wood, Sal Mineo, Jim Backus, Ann Doran e Corey Allen

AVALIAÇÃO FINAL:

8

TRAILER:

A Dança dos Vampiros (1967)

936full-the-fearless-vampire-killers-poster

Um clássico que marcou para sempre a vida de Roman Polański. Contando com uma adaptação cômica da história do Conde Drácula, o filme segue a aventura do professor Abronsius e seu ajudante, Alfred, em uma terra distante e sombria, onde a população esconde um terrível segredo. Enquanto ficam hospedados na região, começam a descobrir detalhes peculiares que os levam a crer na existência de vampiros. Quando uma série de pessoas é descoberta com marcas de mordida pelo corpo, a situação piora e leva a dupla em busca da origem do problema. Seguindo uma das criaturas até o castelo nas montanhas, se colocam frente a frente com o Conde von Krolock e seu filho, Herbert von Krolock, com atitudes semelhantes a um comportamento homossexual. São forçados a passar a noite no local, em que vivem situações inusitadas, como a procura pela amada de Alfred, Sarah. Após uma tentativa falha de matar os vampiros chefes com uma estocada no coração, o aluno e seu mestre buscam um novo abrigo para ficarem durante a noite que se aproxima, sendo alvos fáceis para a festa que estaria por vir. A única forma de escaparem daquela casa dos horrores é se fantasiarem de vampiros à caráter de gala, junto da jovem. Porém, são descobertos a partir do momento em que apenas seu reflexo é visto no espelho; isso os torna a principal caça de todos os convidados. Ao escaparem por pouco são e salvos em uma carruagem, o garoto acaba sendo mordido pela amada, que se torna uma morta viva durante a fuga. O doutor sem perceber, leva consigo o mal que tinha perseguido desde o início.

a

Além de uma equipe técnica fantástica, os diálogos são bem escritos, estabelecendo uma comédia de humor negro em meio a um conto de terror, mas que se interliga a sedução. Tanto Polański como seu colega acabam se tornando uma dupla sensacional, vivendo o bobo e o inteligente. Sua forma de ver toda a situação é distorcida, e isso torna a obra mais engraçadas ainda. A partir do momento em que eles são expostos em um ambiente macabro com figuras um tanto quanto suspeitas, sua existência se torna a chave da salvação para a felicidade. Sem contar com a fotografia bem trabalhada e formada por cenários magníficos, sempre cercados de neve e sob iluminação de velas. Os ambientes dentro do castelo se tornam o lado misterioso de toda a obra. Tudo vira um labirinto sem saída durante sua fuga, com decorações medievais e surrealistas. Como diretor do filme, Polański utilizou dos comportamentos de cada indivíduo para satirizar o conto, sendo que todos passam por papel de palhaço, mesmo com suas características malévolas. A ironia está na adaptação do romance para terminar em uma dança de vampiros.

b

Diretor: Roman Polański

Produtor: Gene Gutowski

Roteirista: Gérard Brach e Roman Polański

Atores: Jack MacGowran, Roman Polanski, Sharon Tate, Alfie Bass e Ferdy Mayne

AVALIAÇÃO FINAL:

8

TRAILER:

Projeto Instituto NT – Brothers (2008)

O The Movie Times, procurando promover a cultura cinematográfica em Porto Alegre, está divulgando a crítica de filmes a partir do cinema independente: Instituto NT. Se você busca conhecer um pouco além dos blockbusters, fique ligado no blog para conhecer o outro lado da sétima arte.

brothers

Dois irmãos vivendo o presente a partir de suas marcas deixadas pelo passado e, sobretudo, as diferenças religiosas. Dan mora em Israel junto de sua família, mantendo um trabalho humilde como pastor de um kibbutz. Sua rotina muda a partir do momento que recebe uma carta do irmão que não via desde a infância dizendo que ia visitá-lo. Para sua surpresa, Aharon havia se tornado com o tempo um seguidor ortodoxo do judaísmo e mudou todas as suas ideologias. O convívio entre ambos acaba se tornando um inferno, pois cada um acreditava em valores totalmente opostos e tornam a brigar novamente. Mas a verdadeira razão pela visita do irmão estava no intuito de defender os direitos religiosos de estudantes do Torá em não servirem o exército, como todos os cidadãos israelitas. Ele e a advogada Shelly começam um embate com pontos de vista opostos procurando defender suas crenças sociais no tribunal. O que segue são uma série de conflitos e descobertas para Aharon, vendo a verdadeira face de seus seguidores ortodoxos, que farão de tudo para manter sua posição, até mesmo atentados. Assim, ele começa a se opor ao que antes acreditava ser o caminho de Deus e ver que tudo não passava de apenas uma mentira. Isso o leva a quebrar alguns de seus padrões, como sua paixão pela adversária jurídica e o perdão sobre Dan, no qual descobrirmos o real motivo pela separação entre eles. Enquanto pratica sua jornada de auto conversão, inesperadamente é atacado por um grupo de estudantes fundamentalistas disfarçados de árabes, o levando para o hospital em estado grave. Durante a festa de comemoração dos 50 anos do kibbutz no qual seu irmão trabalha, a notícia de seu falecimento vem a tona e acaba que a cerimonia se torna uma homenagem para sua pessoa.

2

O segredo de todo esse grandioso trabalho está na forma como a traçada a diferença entre as crenças religiosas e as crenças com base no Estado. Para exemplificar esse fato e dar mais drama para a relação, estabeleceram dois personagens, ambos com suas mentes em caminhos opostos, apenas ligados pelo mesmo sangue. Conforme o filme segue, começamos a ver as mudanças de visão sobre algo que parecia ser imutável. Percebemos com o personagem a oposição entre dois mundos tão próximos, o que cria um elo com o roteiro e fatos reais vividos pela sociedade da região. Todos se tornam bonecos manipulados por forças superiores, tanto elas escritas em livros antigos como definidas por Israel. Seus aspectos técnicos, mesmo com qualidades pouco profissionais e algumas cenas mal feitas, consegue se estabelecer como um longa metragem de cunho ideológico que busca ensinar através da ficção. Mesmo com atores pouco ou não conhecidos na área, nos prendemos a eles, dada a sua forte presença durante toda a história. Ambos os irmãos se tornam a peça chave de todo o conflito, com diálogos semelhantes a realidade. O que parece  é que estamos inseridos dentro de uma família judaica, levando a entender como funciona seus padrões e descobrindo que nem todas as religiões são perfeitas. Brothers é impactante por se tratar de um tema chocante e atual, mas não deixa de ser um drama bem condizente às estruturas do cinema.

1

Diretor: Igaal Niddam

Produtor: Nasser Bakhti

Roteirista: David Belhassen e Roy Katsiri

Atores: Baruch Brener, Micha Celektar e Orna Pitussi

AVALIAÇÃO FINAL:

9

TRAILER:

Gilbert Grape – Aprendiz de Sonhador (1993)

whats eating gilbert grape

O amor e os conflitos que unem dois irmãos, mesmo com todas as suas diferenças e o peso da família. Em uma pequena cidade do interior, Gilbert mantém uma relação inseparável de seu irmão, Arnie Grape, dada a sua deficiência mental. Após a morte do pai, sua mãe se trancou dentro de casa, vivendo apenas de televisão e ficando desfigurada graças ao seu peso elevado. Assim, ambos os garotos mais suas duas irmãs procuram fazer todas as tarefas do lar, para manter uma boa imagem familiar. Para tentar transpor todos os seus problemas, Gilbert se relaciona secretamente com a dona de casa, Betty. Quando chega uma nova moradora, que logo se atrai pelo garoto, toda sua vida monótona muda e ele descobre uma bela amizade com Becky. Seu irmão continua entrando em encrencas, mesmo por causa de sua inocência, mas acaba sendo preso em um dos casos. Esse fato choca a cidade quando a mãe dos Grape sai de casa apenas para ir buscar seu filho, e sua boa intenção vira motivo de piada, no momento em que todos olham para seu físico de “baleia”. Um tempo depois dessa confusão, todos se preparam para o aniversário de Arnie. Ele começa a ficar mais agitado, e inferniza a vida seus parentes. Esse fato somado a partida do amor de seu irmão, levam este ao ápice de sua paciência, em que perde o controle e acaba brigando com Arnie. Porém, tudo se resolve após a data comemorativa e a família volta a se unir. Por fim, o filme termina de forma trágica, com a morte da mãe e a incineração de sua casa, para apagar o passado, levando a dupla a ir seguir viagem junto a Becky.

g1

A obra parece manter sempre um clima de tristeza e depressão no ar, graças ao estilo do personagem de Johnny Depp. Ele estar sempre entorpecido mesmo com tudo que acontece ao seu redor, possuindo grande paciência aos cuidados com seu irmão, que por sinal, é vivido em um papel fantástico nas mãos do mestre DiCaprio. Suas expressões são marcantes, e tornam-se tocantes a partir do momentos em que encarna na pele de um deficiente. Sempre desempenha seus trabalhos com um desenvolvimento carismático de sua pessoa. Ambos procuram seguir um roteiro mais dramático, com um toque de ironia, mas em alguns momentos tornam a história um pouco cansativa. O que se sobrepõe a isso é as belas imagens e o jogo de luz nas mãos da equipe técnica, que conseguem colocar mais sentimento em variados momentos específicos de cada cena. Além disso somos apresentados a amigos pouco presentes na vida Gilbert, que também parecem nulos no filme. O contexto geral tem o intuito de apresentar um longa que trabalha as relações sanguíneas com uma pessoa “especial”, mas acaba sendo cansativa e pouco criativa. Fora a forte presença de Arnie, todo o resto se torna apenas um seguimento cansativo.

g2

Diretor: Lasse Hallström

Produtor: David Matalon, Bertil Ohlsson e Meir Teper

Roteirista: Peter Hedges

Atores: Johnny Depp, Juliette Lewis, Mary Steenburgen, Leonardo DiCaprio e John C. Reilly

AVALIAÇÃO FINAL:

7

TRAILER:

Os Infiltrados (2006)

the-departed

Um jogo que brinca com a mente, plantado nas entranhas da polícia americana e que mostra as falhas do sistema. Dois homens se formam como policiais, mas seguem caminhos opostos dentro da equipe. Ambos vivendo com identidades falsas e procurando delatar os culpados para seus devidos chefes. Enquanto Colin Sullivan, um condecorado oficial de cargo alto, controla os seus peões dentro da sede sob o controle do mafioso irlandês Frank Costello, Billy Costigan atua como informante da polícia agindo com uma falsa identidade dentro do grupo de Costello. Eles começam a enfrentar inúmeros conflitos conforme descobrem a existência de ambos e passam a se aproximarem sem saber através do relacionamento com a psiquiatra Madolyn Madden. Quando a situação chega no auge, uma guerra entre a lei e o crime toma grandes proporções e vários integrantes de cada lado acabam morrendo. Billy teme por sua vida e procura se tratar consumindo pílulas para manter seu auto controle sem ser descoberto por Frank. Em uma cilada armada pelo seu próprio ajudante, Sullivan, todos os gângsters acabam baleados no tiroteio com os policiais, junto com o mafioso por trás de tudo aquilo. Quando a poeira abaixa, a identidade dos infiltrados acaba sendo revelada e tanto um como o outro arcam com as consequências de suas escolhas. Com um final chocante e cômico, a platéia se espanta com a última cena de todo o desenrolar da trama.

i1

Martin Scorsese, sempre trabalhando com os atores de nome e um forte roteiro, criou um conflito um tanto quanto chocante. Ele brinca com as relações entre as pessoas, mostrando as máscaras por trás de cada grupo social. Essa psicologia funciona como um jogo de tabuleiro e se une a grandes personagens, que atuam em seu papel de forma a enganar totalmente quem espera um fim determinado. Nada é o que parece. Mesmo tendo seus traços muito similares a um filme de perseguição policial, sua narrativa segue um rumo oposto. Seus cenários não nada espetaculares, pois apenas se situam nas localidades de Boston, com bares pouco iluminados como principal ponto de encontro. A história segue um bom ritmo, iniciando de forma calma, apresentando o crescimento de Billy e Colin, chegando ao cume no conflito entre os dois e terminando no julgamento de cada um pelo destino. Trabalhos como esse que mostram o valor do cinema nas mãos de festivais como o Oscar.

i2

Diretor: Martin Scorsese

Produtor: Brad Pitt, Brad Grey e Graham King

Roteirista: William Monahan

Atores: Leonardo DiCaprio, Matt Damon, Jack Nicholson, Mark Wahlberg e Martin Sheen

AVALIAÇÃO FINAL:

9

TRAILER: