Projeto Instituto NT – Brothers (2008)

O The Movie Times, procurando promover a cultura cinematográfica em Porto Alegre, está divulgando a crítica de filmes a partir do cinema independente: Instituto NT. Se você busca conhecer um pouco além dos blockbusters, fique ligado no blog para conhecer o outro lado da sétima arte.

brothers

Dois irmãos vivendo o presente a partir de suas marcas deixadas pelo passado e, sobretudo, as diferenças religiosas. Dan mora em Israel junto de sua família, mantendo um trabalho humilde como pastor de um kibbutz. Sua rotina muda a partir do momento que recebe uma carta do irmão que não via desde a infância dizendo que ia visitá-lo. Para sua surpresa, Aharon havia se tornado com o tempo um seguidor ortodoxo do judaísmo e mudou todas as suas ideologias. O convívio entre ambos acaba se tornando um inferno, pois cada um acreditava em valores totalmente opostos e tornam a brigar novamente. Mas a verdadeira razão pela visita do irmão estava no intuito de defender os direitos religiosos de estudantes do Torá em não servirem o exército, como todos os cidadãos israelitas. Ele e a advogada Shelly começam um embate com pontos de vista opostos procurando defender suas crenças sociais no tribunal. O que segue são uma série de conflitos e descobertas para Aharon, vendo a verdadeira face de seus seguidores ortodoxos, que farão de tudo para manter sua posição, até mesmo atentados. Assim, ele começa a se opor ao que antes acreditava ser o caminho de Deus e ver que tudo não passava de apenas uma mentira. Isso o leva a quebrar alguns de seus padrões, como sua paixão pela adversária jurídica e o perdão sobre Dan, no qual descobrirmos o real motivo pela separação entre eles. Enquanto pratica sua jornada de auto conversão, inesperadamente é atacado por um grupo de estudantes fundamentalistas disfarçados de árabes, o levando para o hospital em estado grave. Durante a festa de comemoração dos 50 anos do kibbutz no qual seu irmão trabalha, a notícia de seu falecimento vem a tona e acaba que a cerimonia se torna uma homenagem para sua pessoa.

2

O segredo de todo esse grandioso trabalho está na forma como a traçada a diferença entre as crenças religiosas e as crenças com base no Estado. Para exemplificar esse fato e dar mais drama para a relação, estabeleceram dois personagens, ambos com suas mentes em caminhos opostos, apenas ligados pelo mesmo sangue. Conforme o filme segue, começamos a ver as mudanças de visão sobre algo que parecia ser imutável. Percebemos com o personagem a oposição entre dois mundos tão próximos, o que cria um elo com o roteiro e fatos reais vividos pela sociedade da região. Todos se tornam bonecos manipulados por forças superiores, tanto elas escritas em livros antigos como definidas por Israel. Seus aspectos técnicos, mesmo com qualidades pouco profissionais e algumas cenas mal feitas, consegue se estabelecer como um longa metragem de cunho ideológico que busca ensinar através da ficção. Mesmo com atores pouco ou não conhecidos na área, nos prendemos a eles, dada a sua forte presença durante toda a história. Ambos os irmãos se tornam a peça chave de todo o conflito, com diálogos semelhantes a realidade. O que parece  é que estamos inseridos dentro de uma família judaica, levando a entender como funciona seus padrões e descobrindo que nem todas as religiões são perfeitas. Brothers é impactante por se tratar de um tema chocante e atual, mas não deixa de ser um drama bem condizente às estruturas do cinema.

1

Diretor: Igaal Niddam

Produtor: Nasser Bakhti

Roteirista: David Belhassen e Roy Katsiri

Atores: Baruch Brener, Micha Celektar e Orna Pitussi

AVALIAÇÃO FINAL:

9

TRAILER: