Gilbert Grape – Aprendiz de Sonhador (1993)

whats eating gilbert grape

O amor e os conflitos que unem dois irmãos, mesmo com todas as suas diferenças e o peso da família. Em uma pequena cidade do interior, Gilbert mantém uma relação inseparável de seu irmão, Arnie Grape, dada a sua deficiência mental. Após a morte do pai, sua mãe se trancou dentro de casa, vivendo apenas de televisão e ficando desfigurada graças ao seu peso elevado. Assim, ambos os garotos mais suas duas irmãs procuram fazer todas as tarefas do lar, para manter uma boa imagem familiar. Para tentar transpor todos os seus problemas, Gilbert se relaciona secretamente com a dona de casa, Betty. Quando chega uma nova moradora, que logo se atrai pelo garoto, toda sua vida monótona muda e ele descobre uma bela amizade com Becky. Seu irmão continua entrando em encrencas, mesmo por causa de sua inocência, mas acaba sendo preso em um dos casos. Esse fato choca a cidade quando a mãe dos Grape sai de casa apenas para ir buscar seu filho, e sua boa intenção vira motivo de piada, no momento em que todos olham para seu físico de “baleia”. Um tempo depois dessa confusão, todos se preparam para o aniversário de Arnie. Ele começa a ficar mais agitado, e inferniza a vida seus parentes. Esse fato somado a partida do amor de seu irmão, levam este ao ápice de sua paciência, em que perde o controle e acaba brigando com Arnie. Porém, tudo se resolve após a data comemorativa e a família volta a se unir. Por fim, o filme termina de forma trágica, com a morte da mãe e a incineração de sua casa, para apagar o passado, levando a dupla a ir seguir viagem junto a Becky.

g1

A obra parece manter sempre um clima de tristeza e depressão no ar, graças ao estilo do personagem de Johnny Depp. Ele estar sempre entorpecido mesmo com tudo que acontece ao seu redor, possuindo grande paciência aos cuidados com seu irmão, que por sinal, é vivido em um papel fantástico nas mãos do mestre DiCaprio. Suas expressões são marcantes, e tornam-se tocantes a partir do momentos em que encarna na pele de um deficiente. Sempre desempenha seus trabalhos com um desenvolvimento carismático de sua pessoa. Ambos procuram seguir um roteiro mais dramático, com um toque de ironia, mas em alguns momentos tornam a história um pouco cansativa. O que se sobrepõe a isso é as belas imagens e o jogo de luz nas mãos da equipe técnica, que conseguem colocar mais sentimento em variados momentos específicos de cada cena. Além disso somos apresentados a amigos pouco presentes na vida Gilbert, que também parecem nulos no filme. O contexto geral tem o intuito de apresentar um longa que trabalha as relações sanguíneas com uma pessoa “especial”, mas acaba sendo cansativa e pouco criativa. Fora a forte presença de Arnie, todo o resto se torna apenas um seguimento cansativo.

g2

Diretor: Lasse Hallström

Produtor: David Matalon, Bertil Ohlsson e Meir Teper

Roteirista: Peter Hedges

Atores: Johnny Depp, Juliette Lewis, Mary Steenburgen, Leonardo DiCaprio e John C. Reilly

AVALIAÇÃO FINAL:

7

TRAILER:

O Diário de um Adolescente (1995)

79649

A juventude e sua imersão nas drogas, contada pelo própria face do vício. Nova York, anos 90, a cidade com seu cenário marcado pela sujeira e criminalidade é palco de um grupo de jovens estudantes, que buscam diversão todo o tempo. Eles seguem as aulas em uma escola de padre, mesmo através de inúmeras reprovações, e praticam basquete, sendo um time de destaque na cidade. Quando seu destino os leva a procurar mais emoção que o normal, são apresentados ao mundo dos ilícitos, iniciando apenas com um baseado. Jim Carrol vive a maioria dos conflitos, como a morte do amigo Bob pelo câncer. Seu vício vai crescendo a medida que buscam “baques” mais fortes, chegando a injetar heroína em meio a mendigos e desordeiros. O pior da situação começa quando são expulsos do colégio por estarem totalmente drogados durante uma partida de basquete. Sem rumo, eles buscam apenas mais droga para bancar o desejo de sentir prazer. Cada um do grupo sofre nas mãos das ruas a partir do momento em que cometem crimes, sendo presos e mandados pro reformatório. Jim consegue escapar dessas punições, mas acaba entrando mais fundo no submundo e comete atos totalmente baixos para seu caráter. Mesmo seu amigo Reggie o acolhendo e lhe dando casa e comida, o jovem consegue fugir e busca drogas com seus antigos conhecidos. Todos acabam por humilhá-lo ainda mais e ele recorre a ajuda da mãe, que antes o havia expulsado de casa. Ela, com medo de seu próprio filho, chama a polícia que leva o garoto para a cadeia, onde é tratado como adulto, mesmo tendo apenas 16 anos. Ao sair limpo e com sua mente mudada, se torna um grande escritor, poeta e músico.

d1

Mesmo com todas as suas cenas fortes, o filme de aparência independente é um choque naqueles que acreditam que o mundo de um adolescente é só o muro de uma escola. Não acreditamos a que ponto chega o ator Leonardo DiCaprio com sua mudança física e comportamental. Ele entra na pele de um verdadeiro viciado, agindo como um monstro em busca de algo que lhe satisfaça. Conseguimos sentir dor apenas pelos gritos do personagem, que transpõe de forma tão realística que marca as telas. Os círculos de amizade também são um símbolo das falsas identidades, ou o que acreditamos ser correto. São postos como exemplo desde professores tarados até alunos paranóicos. Nada escapa do olhar do diretor, que cria ambientes chocantes e transições fantásticas de imagem. As cenas tentam transmitir maior agilidade dado ao tema se tratar de adolescente, então colocam uma imagem distorcida e com efeitos de sombra chamativos. O roteiro, baseado na vida do próprio Jim Carrol, narra uma crítica social do início ao fim, em que a busca da felicidade acaba sendo vista como solução para os problemas de muitos. Os fortes diálogos são a prova de cada um que passou pelo filme pôde sentir na pele como sofre e encara as ruas um verdadeiro viciado. Ele mostra que estamos presos em um caminho sem saída, o que manipula cada vez mais nossas emoções.

d2

Diretor: Scott Kalvert

Produtor: Liz Heller e John Bard Manulis

Roteirista: Bryan Goluboff

Atores: Leonardo DiCaprio, Lorraine Bracco, James Madio, Mark Wahlberg e Bruno Kirby

AVALIAÇÃO FINAL:

8

TRAILER:

Tomates Verdes Fritos (1991)

fried_green_tomatoes

O verdadeiro significado do amor contado através dos tempos. A história se divide em dois períodos: primeiramente, somos apresentados à dona de casa, Evelyn, que está com seu casamento em crise e procura diversas técnicas para melhorá-lo. Assim, acaba encontrando em um asilo, Ninny, uma carismática senhora de 83 anos que, por não receber visitas, acaba se aproximando da moça e contando o seu passado. A partir daí, voltamos ao passado e vivemos os anos 20 no Alabama. Mesmo com seu padrão regionalista e arcaico, surge uma figura um tanto quanto diferente no meio da população, Idgie. Essa jovem é totalmente oposta às outras de sua cidade, possuindo um estilo mais “selvagem” e masculino. Após a morte do irmão durante sua infância, se torna arisca às pessoas e apenas desenvolve uma paixão quando está adulta; se volta para Ruth Jamison. Ambas se tornam grandes amigas e mergulham em um forte relacionamento, em que uma protege a outra, sem nenhum preconceito da cidade, mas com total aceitação. Conforme é contada a história, Evelyn se inspira nas duas e decide mudar drasticamente sua vida, se tornando uma mulher mais independente e confiante. Ela procura pela idosa com mais frequência, a fim de descobrir qual o desfecho de sua narração, envolvendo desde participantes do Ku Klux Klan até um misterioso caso de assassinato.

2

O filme é envolvente graças a personagem da dona de casa, mostrando como ela sai do casulo e parte para um novo mundo. Aprendemos verdadeiros ensinamentos sobre caráter, aceitação e amizade, sentimentos que eram vistos de forma diferente no início do século XX. Ele serve para quem procura algo mais artístico voltado para a auto-ajuda, mas não deixa de ser um drama de valor. Mesmo com atores pouco marcantes, a não ser por Kathy Bates, o texto nos envolve, criando uma linha temporal bem pensada; são mostrados diferentes padrões de mulher. Um cenário, de certa forma, belo, dado os ambientes rurais das cidades sulistas dos Estados Unidos. Em termos de câmera, nada varia, pois procura manter o padrão de filmes mais calmos, com pouca movimentação que induz a reflexão das pessoas. Porém, a cena em que o carro é tirado do rio foi feita fantasticamente, mostrando um objeto indefinido surgir das águas e fechar com um plano aberto de uma região completamente inundada. Em sumo, é uma obra que deve ser vista e revista por aqueles que buscam entender melhor a psicologia de um personagem e o seu desenvolvimento perante o meio externo.

1

Diretor: Jon Avnet

Produtor: Jon Avnet e Norman Lear

Roteirista: Fannie Flagg e Carol Sobieski

Atores: Kathy Bates, Jessica Tandy, Mary Stuart Masterson, Mary-Louise Parker e Stan Shaw

AVALIAÇÃO FINAL:

7

TRAILER:

Duro Aprendizado (1995)

high

Uma lição de vida dentro de um ambiente universitário mostrando a face do racismo. Ninguém passa em branco, todas as pessoas têm um papel crucial que influencia o preconceito nos Estados Unidos. E essa é a história de um grupo de jovens que entram como novatos na faculdade e tem o trabalho de se inserir em uma tribo para criarem uma imagem definida no ambiente. Como personagem principal, está Malik, um garoto afro-descendente que consegue um lugar de estudo graças a sua bolsa com o atletismo. Ele logo se junta aos únicos alunos negros de lá, que acabam por levarem a culpa injustamente da maioria dos problemas e badernas que ocorrem no campus. Assim, procura manter seu caráter justo, mesmo com tudo de ruim que lhe acontece, e seguindo os conselhos do professor Maurice. Porém, figuras como Kristen e Remy encaram outros problemas e formas diferenciadas de lidar com seu futuro. Ele atende por meios mais radicais de sobrepor sua solidão e embarca num grupo neonazista, que o acolhe como família, mas julga a todos os não-americanos como inimigos de morte. Isso culmina num tiroteio em plena área externa da faculdade, em que Malik acaba tendo sua namorada assassinada e chega ao ápice de sua raiva e busca enlouquecidamente achar o culpado. Então o racismo é exposto de forma mais descarada possível, em que os policiais prendem o jovem negro e deixam escapar Remy, apenas por causa da diferença da cor da pele.

high1

John Singleton usou seu olhar crítico de diretor para expor essa grande falha do povo americano, e como ela afeta a vida de todos, até mesmo num ambiente mais pacífico como a universidade. Ele montou um cenário gigante, reestruturando um campus, onde inúmeros jovens circulam, estudam e participam de festas. O filme tem todas as características de blockbuster dos anos 90 tratando de estudantes e loucuras que ocorrem com eles, mas seu foco estava no preconceito e as diferenças ideológicas de cada um, procurando deixar fortemente realista a figura dos neonazistas. Os personagens interagem de forma abrupta, com poucos diálogos sem culminarem em confusão, o que insita as emoções tão bem desenvolvidas por cada ator. Ao mesmo tempo que tenta acabar a ideia de inclusão racial na sociedade moderna, procura unir toda a sociedade, utilizando da figura de Maurice, como se fosse o ilustre Martin Luther King. Abrimos nossos olhos e nossa mente para aprender que cinema não é só dramas, romance, explosões e outras facetas, mas sim uma amostra da realidade que todos enfrentamos.

high2

 Diretor: John Singleton

Produtor: John Singleton e Paul Hall

Roteirista: John Singleton

Atores: Omar Epps, Kristy Swanson, Ice Cube, Jennifer Connelly, Laurence Fishburne, Cole Hauser e Michael Rapaport

AVALIAÇÃO FINAL:

7

TRAILER:

Gênio Indomável (1997)

Good-Will-Hunting-movie-poster

Uma obra prima escrita do ponto de vista dos jovens Ben Affleck e Matt Damon. O que se segue é a história de Will Hunting, um jovem gênio que por motivos sociais se criou no gueto de sua cidade, convivendo com a classe média dos trabalhadores. Graças a isso e a alguns traumas que marcaram sua infância, acumula várias passagens pela polícia, até ser condenado a pagar uma enorme quantia de sentença por agredir um policial. Sua sorte muda quando um professor de uma faculdade na qual o rapaz trabalha, descobre a sua facilidade com cálculos e o tira de julgamento através do uso de um acompanhamento médico. Will, depois de inúmeras tentativas com outros terapeutas, se identifica com Sean Maguire. Ambos começam a dividir seus problemas e amores que marcaram e marcam suas vidas.

Foto 1

Se olhar para o filme de forma crítica, verá que é só mais um drama bem escrito e produzido com grandes nomes, como Robin Williams e Stellan Skarsgård, mas ao descobrir que por trás de sua criação está o toque de dois inexperientes escritores que se jogam à sorte para Hollywood, verá que desde a construção de cada personagem até suas falas, há um trabalho realmente genial e inspirador. O mais fantástico está nas percepções feitas pelo terapeuta Sean, que na boca de Robin Williams se tornam belos versos para nossos ouvidos. As conversas que faz com o jovem gênio são profundas, mas sempre marcadas por uma troca de palavras mais desleixada, como se fosse entre dois velhos amigos. Além do olhar místico de Gus Van Sant, o tema de relacionamento trabalhado serve como uma amostra que até mesmo os mais “especiais” possuem certos problemas que afetam sua vida. Ninguém é totalmente feliz, e utiliza de certos artifícios para poder mascarar essa realidade. Sem mais e menos, Gênio Indomável é uma obra digna de ser lembrada pelo público que gosta de cinema.

Foto 2

Diretor: Gus Van Sant

Produtor: Lawrence Bender

Roteirista: Ben Affleck e Matt Damon

Atores: Matt Damon, Robin Williams, Ben Affleck, Minnie Driver e Stellan Skarsgård

AVALIAÇÃO FINAL:

7

TRAILER:

Assassinos Por Natureza (1994)

Natural-Born-Killers

Um non-sense que utiliza de uma ultra violência para tentar mudar os valores sociais. Nada é tão bizarro e grotesco no cinema americano como Assassinos Por Natureza. O que segue é a jornada de um casal psicopata que causa um massacre sem razões por onde passa e acaba s tornando um ícone nacional. Eles vagueiam pelos Estados Unidos, causando inúmeras vítimas, o que parece ser uma diversão, graças ao seu passado turbulento e com problemas patológicos. Logo, um programa de crimes se interessa por suas ações e  os entrevista, no período que ambos se encontram presos. A partir daí, o caos toma proporções monstruosas e todos os presos acabam por seguir seu modelo de violência e criar um inferno no local. Ambos os atores se puxaram para seus papéis, mas com um roteiro tão fraco, nada pode trazer benefício pra trama.

Foto 1

Mesmo com o tema trash evidenciado em cada cena, tudo parece um circo dos horrores, em que vivemos dentro da cabeça de um maníaco. Para a cultura americana, famosa por gostar de sangue e tiroteio, é um prato cheio que entretém as mentes mais perturbadas. Oliver Stone junto de Tarantino, com grandes filmes no histórico, parecem ter se posto contra um abismo ao criar tamanha obscenidade cinematográfica. Porém, o mais interessante é a forma como a mistura de cortes rápidos, cores vivas e preto e branco, imagens distorcidas e movimentos cômicos se tornam bem inseridas na obra, levando a um passar temporário mais emocionante e sufocante. O que temos aqui é uma mistura de filmes de ação com grandes personagens psicopatas que acabam por virar um marco como anti heróis; bom para quem não tem nada de importante para ver.

Foto 2

Diretor: Oliver Stone

Produtor: Arnon Milchan, Jane Hamsher, Don Murphy, Thom Mount e Clayton Townsend

Roteirista: Quentin Tarantino, Oliver Stone, Dave Veloz e Richard Rutowski

Atores: Woody Harrelson, Juliette Lewis, Robert Downey, Jr., Tom Sizemore e Tommy Lee Jones

AVALIAÇÃO FINAL:

4

TRAILER:

Pi (1998)

piUma trama na vida de um matemático e um segredo que guarda por trás da numerologia. Max Cohen começa sua história contando um fato que ocorreu quando tinha seis anos, em que olhou para o Sol ficou temporariamente cego; após se recuperar. começou a ver o mundo diferente, através de números. Ele acaba por se tornar um homem paranóico que se mantem preso dentro de um pequeno apartamento cercado por computadores e materiais de pesquisa. Busca achar uma revelação por trás do resultado de “pi”, acreditando haver algum código originado de figuras como a espiral e dados de software. Conforme segue, o personagem embarca em um conflito de gigantes entre protetores da bolsa de valores e a comunidade judaica praticante da cabala. O que descobre é a chave para a entrada aos céus através do nome de Deus, escondido em um erro do sistema no qual trabalha.

Foto 1

O ator parece estar sempre em sofrimento, e vive como um monstro, se isolando de tudo e de todos. Com um visual estético em preto e branco e um produção de áudio impactante, o filme entra em nossas mentes e nos faz acreditar em cada fato. Ele serve para atuar como um vírus que manipula desde seus personagens até  o ambiente que os cerca, transformando tudo em uma conspiração. Por ser o primeiro longa do diretor Aronofsky, pode se perceber traços iniciais de seus cortes rápidos para evidenciar momentos mais tensos. Seu roteiro é sensacional, com um embasamento profundo nas diferentes cadeias da sociedade, desde religião até economia. Um choque para quem duvida que tudo está fundamentado na matemática.

Foto 2

Diretor: Darren Aronofsky

Produtor: Darren Aronofsky, Eric Watson e Scott Vogel

Roteirista: Darren Aronofsky, Sean Gullette e Eric Watson

Atores: Sean Gullette, Mark Margolis, Ben Shenkman e Samia Shoaib

AVALIAÇÃO FINAL:

7

TRAILER: