A Dança dos Vampiros (1967)

936full-the-fearless-vampire-killers-poster

Um clássico que marcou para sempre a vida de Roman Polański. Contando com uma adaptação cômica da história do Conde Drácula, o filme segue a aventura do professor Abronsius e seu ajudante, Alfred, em uma terra distante e sombria, onde a população esconde um terrível segredo. Enquanto ficam hospedados na região, começam a descobrir detalhes peculiares que os levam a crer na existência de vampiros. Quando uma série de pessoas é descoberta com marcas de mordida pelo corpo, a situação piora e leva a dupla em busca da origem do problema. Seguindo uma das criaturas até o castelo nas montanhas, se colocam frente a frente com o Conde von Krolock e seu filho, Herbert von Krolock, com atitudes semelhantes a um comportamento homossexual. São forçados a passar a noite no local, em que vivem situações inusitadas, como a procura pela amada de Alfred, Sarah. Após uma tentativa falha de matar os vampiros chefes com uma estocada no coração, o aluno e seu mestre buscam um novo abrigo para ficarem durante a noite que se aproxima, sendo alvos fáceis para a festa que estaria por vir. A única forma de escaparem daquela casa dos horrores é se fantasiarem de vampiros à caráter de gala, junto da jovem. Porém, são descobertos a partir do momento em que apenas seu reflexo é visto no espelho; isso os torna a principal caça de todos os convidados. Ao escaparem por pouco são e salvos em uma carruagem, o garoto acaba sendo mordido pela amada, que se torna uma morta viva durante a fuga. O doutor sem perceber, leva consigo o mal que tinha perseguido desde o início.

a

Além de uma equipe técnica fantástica, os diálogos são bem escritos, estabelecendo uma comédia de humor negro em meio a um conto de terror, mas que se interliga a sedução. Tanto Polański como seu colega acabam se tornando uma dupla sensacional, vivendo o bobo e o inteligente. Sua forma de ver toda a situação é distorcida, e isso torna a obra mais engraçadas ainda. A partir do momento em que eles são expostos em um ambiente macabro com figuras um tanto quanto suspeitas, sua existência se torna a chave da salvação para a felicidade. Sem contar com a fotografia bem trabalhada e formada por cenários magníficos, sempre cercados de neve e sob iluminação de velas. Os ambientes dentro do castelo se tornam o lado misterioso de toda a obra. Tudo vira um labirinto sem saída durante sua fuga, com decorações medievais e surrealistas. Como diretor do filme, Polański utilizou dos comportamentos de cada indivíduo para satirizar o conto, sendo que todos passam por papel de palhaço, mesmo com suas características malévolas. A ironia está na adaptação do romance para terminar em uma dança de vampiros.

b

Diretor: Roman Polański

Produtor: Gene Gutowski

Roteirista: Gérard Brach e Roman Polański

Atores: Jack MacGowran, Roman Polanski, Sharon Tate, Alfie Bass e Ferdy Mayne

AVALIAÇÃO FINAL:

8

TRAILER:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s