Os Infiltrados (2006)

the-departed

Um jogo que brinca com a mente, plantado nas entranhas da polícia americana e que mostra as falhas do sistema. Dois homens se formam como policiais, mas seguem caminhos opostos dentro da equipe. Ambos vivendo com identidades falsas e procurando delatar os culpados para seus devidos chefes. Enquanto Colin Sullivan, um condecorado oficial de cargo alto, controla os seus peões dentro da sede sob o controle do mafioso irlandês Frank Costello, Billy Costigan atua como informante da polícia agindo com uma falsa identidade dentro do grupo de Costello. Eles começam a enfrentar inúmeros conflitos conforme descobrem a existência de ambos e passam a se aproximarem sem saber através do relacionamento com a psiquiatra Madolyn Madden. Quando a situação chega no auge, uma guerra entre a lei e o crime toma grandes proporções e vários integrantes de cada lado acabam morrendo. Billy teme por sua vida e procura se tratar consumindo pílulas para manter seu auto controle sem ser descoberto por Frank. Em uma cilada armada pelo seu próprio ajudante, Sullivan, todos os gângsters acabam baleados no tiroteio com os policiais, junto com o mafioso por trás de tudo aquilo. Quando a poeira abaixa, a identidade dos infiltrados acaba sendo revelada e tanto um como o outro arcam com as consequências de suas escolhas. Com um final chocante e cômico, a platéia se espanta com a última cena de todo o desenrolar da trama.

i1

Martin Scorsese, sempre trabalhando com os atores de nome e um forte roteiro, criou um conflito um tanto quanto chocante. Ele brinca com as relações entre as pessoas, mostrando as máscaras por trás de cada grupo social. Essa psicologia funciona como um jogo de tabuleiro e se une a grandes personagens, que atuam em seu papel de forma a enganar totalmente quem espera um fim determinado. Nada é o que parece. Mesmo tendo seus traços muito similares a um filme de perseguição policial, sua narrativa segue um rumo oposto. Seus cenários não nada espetaculares, pois apenas se situam nas localidades de Boston, com bares pouco iluminados como principal ponto de encontro. A história segue um bom ritmo, iniciando de forma calma, apresentando o crescimento de Billy e Colin, chegando ao cume no conflito entre os dois e terminando no julgamento de cada um pelo destino. Trabalhos como esse que mostram o valor do cinema nas mãos de festivais como o Oscar.

i2

Diretor: Martin Scorsese

Produtor: Brad Pitt, Brad Grey e Graham King

Roteirista: William Monahan

Atores: Leonardo DiCaprio, Matt Damon, Jack Nicholson, Mark Wahlberg e Martin Sheen

AVALIAÇÃO FINAL:

9

TRAILER:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s