O Senhor dos Anéis: A Sociedade do Anel (2001)

The Lord of the Rings - The Fellowship of the Ring (2001)

A maior criação já feita trazendo a magia de Tolkien do livro para o cinema. Somos apresentados com um resumo da história do “Um Anel” que, junto de outros anéis espalhados pela Terra Média e divido entre os reis de cada raça, foi moldado no fogo pelo senhor das trevas, Sauron. Após travar um confronto entre humanos e elfos, ele é derrotado e perde toda a sua força através do anel. Muitos anos depois, uma criatura chamada Gollum o encontra e adota como seu objeto precioso, vivendo envenenado por sua maldição. Isso não o impede de perdê-lo em um jogo para o hobbit, Bilbo Baggins, que o guarda em segredo de todos, até mesmo de seu amigo, o mago Gandalf. E sob sua imagem, o conto da sociedade do anel se inicia. Em busca de voltar ao Condado para celebrar o aniversário de Bilbo, descobre a existência dos restos de Sauron em suas mãos e decide que ele deve ser levado de volta para onde foi criado e lá, destruído. Mesmo se opondo a idéia, o portador acaba o deixando sob controle de sobrinho, Frodo. Assim, eles traçam uma rota de fuga para que o jovem fuja dos caçadores de Mordor e vá para Rivendell, casa dos elfos, onde decidirão qual será o futuro da Terra Média. Para isso, ele embarca na estrada com a companhia de Sam, Pippin e Merry. A sua jornada muda quando encontram pelo caminho Aragorn, um guerreiro humano que irá guiá-los ao seu destino final com segurança. Após inúmeros confrontos e armadilhas, eles chegam ao local, onde está reunido representantes de cada raça, como anões, elfos, humanos e um mago. A decisão mais plausível que aceitam é montar um grupo para auxiliar Frodo a continuar portando o anel, se intitulando de A Sociedade do Anel. A partir daí, entram em conflito com todos os seres mais sombrios da Terra Média, sob o comando de Saruman, que os bombardeia com orcs, ogros, trolls, uruk-hais e até mesmo uma criatura mítica conhecida como Balrog. Com todos esses inimigos a enfrentar, a sociedade vai perdendo componentes pelo caminho e acaba se dividindo.

b

Com um roteiro magnífico e com histórias sem fim, Peter Jackson teve o desafio de passar o mundo criado por J. R. R. Tolkien para a realidade das telas, sem perder o toque de magia dado a cada personagem. Ele seguiu fielmente cada detalhe e procurou aperfeiçoar em aspectos gráficos as fisionomias de certos monstros e cenários, dando um ar mais medieval e fantástico para o longa. Em suas mãos, possuía um elenco de peso que influenciou em grande parte o seguimento das aventuras dos seres dessa terra mágica. Cada um mergulhou em seu personagem, vivendo ele de forma a emocionar o espectador e trazê-lo para dentro da cena. Para cenários não poupou esforços e buscou locações magníficas na Nova Zelândia, desde grandes montanhas com neve até campos verdes onde seriam filmados inúmeras batalhas. Sua equipe de efeitos digitais, muito avançada para a época, também o auxiliou a criar um filme mais condizente com a história original; além de uma trilha sonora estonteante que prende todos os sentidos da pessoa para o momento e intensifica a emoção de cada um. Tudo acaba sendo uma experiência inovadora para o cinema, criando novos fãs de todas as idades que buscaram no Senhor dos Anéis uma magia nunca produzida antes.

a

Diretor: Peter Jackson

Produtor: Peter Jackson, Barrie M. Osborne, Tim Sanders e Fran Walsh

Roteirista: Fran Walsh, Philippa Boyens e Peter Jackson

Atores: Elijah Wood, Ian McKellen, Viggo Mortensen, Sean Astin, Liv Tyler, John Rhys-Davies e Orlando Bloom

AVALIAÇÃO FINAL:

8

TRAILER:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s