Tomates Verdes Fritos (1991)

fried_green_tomatoes

O verdadeiro significado do amor contado através dos tempos. A história se divide em dois períodos: primeiramente, somos apresentados à dona de casa, Evelyn, que está com seu casamento em crise e procura diversas técnicas para melhorá-lo. Assim, acaba encontrando em um asilo, Ninny, uma carismática senhora de 83 anos que, por não receber visitas, acaba se aproximando da moça e contando o seu passado. A partir daí, voltamos ao passado e vivemos os anos 20 no Alabama. Mesmo com seu padrão regionalista e arcaico, surge uma figura um tanto quanto diferente no meio da população, Idgie. Essa jovem é totalmente oposta às outras de sua cidade, possuindo um estilo mais “selvagem” e masculino. Após a morte do irmão durante sua infância, se torna arisca às pessoas e apenas desenvolve uma paixão quando está adulta; se volta para Ruth Jamison. Ambas se tornam grandes amigas e mergulham em um forte relacionamento, em que uma protege a outra, sem nenhum preconceito da cidade, mas com total aceitação. Conforme é contada a história, Evelyn se inspira nas duas e decide mudar drasticamente sua vida, se tornando uma mulher mais independente e confiante. Ela procura pela idosa com mais frequência, a fim de descobrir qual o desfecho de sua narração, envolvendo desde participantes do Ku Klux Klan até um misterioso caso de assassinato.

2

O filme é envolvente graças a personagem da dona de casa, mostrando como ela sai do casulo e parte para um novo mundo. Aprendemos verdadeiros ensinamentos sobre caráter, aceitação e amizade, sentimentos que eram vistos de forma diferente no início do século XX. Ele serve para quem procura algo mais artístico voltado para a auto-ajuda, mas não deixa de ser um drama de valor. Mesmo com atores pouco marcantes, a não ser por Kathy Bates, o texto nos envolve, criando uma linha temporal bem pensada; são mostrados diferentes padrões de mulher. Um cenário, de certa forma, belo, dado os ambientes rurais das cidades sulistas dos Estados Unidos. Em termos de câmera, nada varia, pois procura manter o padrão de filmes mais calmos, com pouca movimentação que induz a reflexão das pessoas. Porém, a cena em que o carro é tirado do rio foi feita fantasticamente, mostrando um objeto indefinido surgir das águas e fechar com um plano aberto de uma região completamente inundada. Em sumo, é uma obra que deve ser vista e revista por aqueles que buscam entender melhor a psicologia de um personagem e o seu desenvolvimento perante o meio externo.

1

Diretor: Jon Avnet

Produtor: Jon Avnet e Norman Lear

Roteirista: Fannie Flagg e Carol Sobieski

Atores: Kathy Bates, Jessica Tandy, Mary Stuart Masterson, Mary-Louise Parker e Stan Shaw

AVALIAÇÃO FINAL:

7

TRAILER:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s